28 de mai de 2012

Segunda Guerra Mundial em vídeos

24 de mai de 2012

Discurso de Hitler

Vamos identificar os princípios da doutrina fascista que estão no texto? 

Discurso de Hitler à juventude alemã, em 1932.

Meus jovens alemães após um ano, tenho a oportunidade de dar as boas- vindas.
  Aqueles que estão aqui no estádio são um pequenos seguimento da massa que está la fora por toda Alemanha. Uma geração que se sacrífica por sua nação,... uma sociedade que não conhece classe ou casta,... a geração jovem do nosso povo...
  Desejamos que vocês rapazes alemães e garotas,... absorvam tudo o que nós esperamos da Alemanha para um novo tempo.[...]
  Queremos ser uma nação unida, e vocês meus jovens formarão esta nação... No futuro não desejamos ver classes e vocês precisam fazer,... com que isso apareça entre vocês...
  Queremos que vocês sejam obedientes, e vocês devem praticar a obediência. Desejamos que as pessoas alemejem a paz,... mas também sejam corajosas,... e vocês alcançarão a paz. Vocês precisam almejar a paz e serem corajosos ao mesmo tempo.
  Nós queremos que esta nação não seja fraca,... ela deve ser forte, e vocês precisam,... se endurecer enquanto jovens. Vocês precisam aprender a aceitar privações sem nunca esmorecer. Não importa o que criamos ou façamos,... nós passaremos,... mas em vocês,... a Alemanha viverá!
  [...]
  E saibam que não pode ser de qualquer outro modo,... estamos juntos. Porque vocês são carne de nossa carne,... sangue de nosso sangue!
  Suas mentes devem estar repletas do ideal que nos orienta!
  Sabemos que a Alemanha está diante, dentro e atrás de nós,... a Alemanha marcha dentro de nós,... ela é nosso passado, presente e futuro... 

22 de mai de 2012

Propagandas Nazistas

Vamos identificar princípios da doutrina nazistas presentes nas imagens? Comentem!

                                         1                                                                2
                                                                                                                         


                                    3                                                                              4

5

14 de mai de 2012

Revolução Francesa (slides)

2 de mai de 2012

Socialismo X Capitalismo - Giulia Covolo Spegiorim

O texto a seguir foi escrito pela aluna Giulia Covolo Spegiorim, do 9º ano do Colégio Lumen. Tal trabalho foi uma proposta do 1º bimestre como apoio ao debate sobre o Capitalismo e o Socialismo, onde o aluno deveria argumentar sobre seu posicionamento político.O texto da Giulia apresentou argumentação convincente e mostrou sua maturidade e segurança na defesa de suas ideias. Leiam!


O capital socialista
Justiça. O que é justiça?
O socialismo, com uma proposta na qual o povo é a lei, é o governo justo?

O "capital" não é o protagonista nesse governo. O bem-estar social e a suprema igualdade entre os cidadãos são as metas a serem atingidas, e a disciplina é a única maneira eficiente e rápida de concluí-las. Foco, conhecimento. Obsessão. Um governo sem classes sociais, sem a hierarquia social que sempre distinguiu os trabalhadores. Não há miséria nem fome no governo socialista. Mas, isso é justiça?
Sem as classes sociais, o capital seria igualmente dividido entre a população. Operários, gerentes, carpinteiros. Médicos, professores. Formas diferentes de trabalho merecem o mesmo reconhecimento, a mesma remuneração? É simplesmente uma questão qualitativa. A qualificação exigida para um médico não é a mesma exigida para um pedreiro. O estudo não é o mesmo. São ocupações diferentes, funções diferentes. Ambos dignos, porém distintos.
Com salários devidamente equilibrados, as terras agrícolas também são igualmente divididas, com a chamada reforma agrária. Todos teriam seu próprio pedacinho de terra para cultivar seu alimento; assim não haveria mais fome, já que cada um sustentaria-se por si só. E aquele proprietário que lutou a vida toda para construir um patrimônio digno para si e para seus filhos, netos e bisnetos terá que dividir sua herança com uma, talvez várias pessoas que não se interessaram em lutar, em suar por algo, e ganharão sustento de "mãos beijadas".
Talvez isso não seja mesmo justiça.
Algumas alterações deveriam ser feitas no método socialista, e então temos o método capitalista, onde a personagem de destaque é o próprio dinheiro, o próprio capital. Seu objetivo é o desenvolvimento, o progresso por meio do acúmulo desse capital. Custe o que custar.
Friedrich Hayek, ao descrever o capitalismo, aponta para o caráter auto-organizador das economias. Outros acreditam ser o sistema que se opõe ao trabalho altruístico de servir o "bem comum".
O fato vem a ser que, o sistema do capital é o sistema da tecnologia, da burguesia e da miséria.
Ao mesmo tempo em que países capitalistas investem em novas tecnologias, a educação, a saúde e outros princípios básicos que deveriam ser prioridade em qualquer governo são esquecidos, fazendo com que o desenvolvimento atinja apenas uma parcela da população.
É, talvez isso também não seja justiça.
Por que então não adotar uma política que una os ideais sociais e a busca pelo progresso? Porque enquanto não houver equilíbrio, não haverá justiça.
Giulia Covolo Spegiorim 9º ano verde- Colégio Lumen Guararapes.

* Não são permitidas  cópia e reprodução deste texto sem o consentimento da autora.