7 de dez de 2011

Revisões para Exame 2011

Pessoal do Lumen, seguem os links para baixar os roteiros para Exame, ok? Bjo e boa sorte!

6º Ano >>> http://www.4shared.com/document/NF3aDsJy/Reviso_6_Ano.html?

7º Ano >>> http://www.4shared.com/document/NTRTHFUP/Reviso_7_Ano.html?

8º Ano >>> http://www.4shared.com/document/rITh-_0W/Reviso_8_Ano.html?

9º Ano >>> http://www.4shared.com/document/oNvS_jor/Reviso_9_Ano.html?

26 de nov de 2011

Roteiros de Estudo- 7º e 9º anos- 4º bimestre/2ª fase

Galerinha, atendendo a muuuitoooos pedidos, segue aí um roteirinho esperto para a prova. Estudem, estudem e estudem!!!Beijo da Jojo.

7º Ano


Aula 17


- Resistências dos povos pré-colombianos na Conquista da América; (p.119)
- Fatores que permitiram a colonização.(p.119)
- Exploração da África pelos portugueses: origem remota da escravidão e tráfico negreiro. (p.122 e 123);
- Consequências do tráfico negreiro para os africanos (p.124);

Aula 18

- Extração do pau-brasil (p.126 e 127);
- Motivos da colonização do Brasil: "Ocupar para não perder, sem gastar e lucrando" - Capitanias Hereditárias (p.128, 129 e 130)
- Governo Geral e jesuítas (p.131)

Aula 19

- O que era preciso para a montagem da empresa açucareira e quem se aventurou nessa empreitada. (p.136);
- Ilustração de um engenho (p. 137,138 e 139);
- Explicar a expressão "doce inferno" (p.140);

Aula 20

- Para refletir (p.142)

9º Ano


Aula 17

Dica: estude essa aula SEMPRE comparando o governo Lula ao governo FHC.!!!!

- Lula: mais do mesmo? Dê sua posição a respeito, usando argumentos convincentes.
- O que mudou e o que não mudou;
- Segundo mandato: lembrar sempre do PAC e incentivo ao Biocombustível;

Aula 18

- Desigualdade entre os sexos (emprego, estudos, política, etc);
- Luta pela igualdade dos negros: quando o racismo se tornou crime no Brasil, se isso é respeitado, sistema de cotas nas Universidades ( você é crítico ou a favor?);
- Indígenas: O que sempre reivindicaram e suas conquistas.
- Meio ambiente: Aquecimento global e questão ambiental no Brasil (lembrar do PAC)

Bons estudos, meus amores!!!!Beijo.



19 de nov de 2011

Quadrinhos- Proclamação da República

Sugestões de atividades com quadrinhos sobre Proclamação da República no Brasil

15 de nov de 2011

Proclamação da República


15 de novembro de 2011, vivemos um feriado que muitos sequer se lembram o porquê deste dia, comemorando apenas a folga de seu trabalho ou dos estudos.Tal postura de muitos revela o real significado da Proclamação da República, há 122 anos atrás.
O "evento", que deu fim a monarquia como forma de governo no Brasil, em tese se tornaria a oportunidade de participação popular nas decisões políticas do país. Entretanto, o que se viu naquele dia foi uma república sendo instaurada sem comparecimento da massa, contando apenas com a participação movida por interesses de uma elite militar e intelectual, que teve Floriano Peixoto, Marechal Deodoro da Fonseca e o pai do positivismo, Benjamin Constant como idealizadores.
Sim, brasileiros, a "coisa pública" da República, sequer chegou ao conhecimento da maioria de brasileiros para acontecer! Tal efeito trouxe a José Murillo de Carvalho a inspiração para o título de sua obra sobre o período: "Os bestializados- O Rio de Janeiro e a República que não foi".
Carvalho descreve  a decepção do propagandista da república , Aristides Lobo, que não viu o ideal republicano sendo praticado no momento crucial: sua instauração efetiva, naquele 15 de novembro de 1889."Segundo ele, o povo que deveria ser o protagonista dos acontecimentos, assistira a tudo bestializado, sem compreender o que se passava(...)" (1987, p.9)
Jeitinho brasileiro ou falta de interesse por acontecimentos que são de nossa responsabilidade?
Vemos hoje notícias de corrupção,fraudes eleitorais,  queda de ministérios por dinheiro desviado de ONG's, pagos com nossos impostos, e qual nosso posicionamento diante disso? Bestializados, vamos assistindo a tudo, sem nada cobrar, sem participar da NOSSA República!!Dessa forma, a Republica não foi em 15 de novembro de 1889 e continua não sendo em 15 de novembro de 2011! 
Um ótimo feriado a todos!!!


Bibliografia
CARVALHO, José Murillo de. Os bestializados-O Rio de Janeiro e a República que não foi. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.


http://books.google.com.br/books?id=f7j-vD-nHEMC&printsec=frontcover&hl=pt-BR&source=gbs_ge_summary_r&cad=0#v=onepage&q&f=false

6 de nov de 2011

1492- resumo do filme

29 de out de 2011

Roteiro 9º ano-1ª fase-4º bim

Pessoal, esses são tópicos importantes, o que não significa que não tenham que estudar tudo, ok?Beijo.
Aula 15
1) Diretas-já;
2) Um país perplexo: José Sarney é o presidente;
3) Constituição de 1988;
4) Plano Cruzado e suas consequências;
5) Campanha eleitoral de 1989: debate manipulado pela Globo;
6)Decepção com o Governo Collor;
7) Desafios da Cidadania: corrupção na ditadura e na democracia;
Aula 16
1) Porque o Governo FHC foi considerado o desmonte do modelo varguista;
2) Plano Real;
3) Neoliberalismo e Estado mínimo;
4) Privatizações;
5) Fisiologismo;
6) Crise energética e econômica no segundo mandato.

23 de out de 2011

Diferenças entre Emenda Constitucional e Medida Provisória

Você sabe quais são as diferenças entre uma Medida Provisória e uma Emenda Constitucional? 
Atendendo ao questionamento da minha aluna Gabriela Gadotti, do 9º ano Lumen, eis a explicação:
Uma Emenda Constitucional modifica algo significativo na Constituição, sem precisar fazer uma nova Carta Magna e mantêm a ordem legal,o que evita violência e até guerras civis num país. Ela pode ser a modificação de um artigo, um tópico ou de um parágrafo.
Já a Medida Provisória é decretada apenas pelo Presidente da República e tem a força de uma lei. Porém não precisa da participação do Legislativo na sua elaboração, podendo este  ser consultado para sua aprovação posteriormente ( por isso não é uma lei). As palavras que definem uma Medida Provisória são: urgência e relevância
Exemplos:


Altera dispositivos dos arts. 5º, 36, 52, 92, 93, 95, 98, 99, 102, 103, 104, 105, 107, 109, 111, 112, 114, 115, 125, 126, 127, 128, 129, 134 e 168 da Constituição Federal, e acrescenta os arts. 103-A, 103B, 111-A e 130-A, e dá outras providências.
        AS MESAS DA CÂMARA DOS DEPUTADOS E DO SENADO FEDERAL, nos termos do § 3º do art. 60 da Constituição Federal, promulgam a seguinte Emenda ao texto constitucional:
        Art. 1º Os arts. 5º, 36, 52, 92, 93, 95, 98, 99, 102, 103, 104, 105, 107, 109, 111, 112, 114, 115, 125, 126, 127, 128, 129, 134 e 168 da Constituição Federal passam a vigorar com a seguinte redação:
"Art. 5º.....................................................
................................................................
LXXVIII a todos, no âmbito judicial e administrativo, são assegurados a razoável duração do processo e os meios que garantam a celeridade de sua tramitação.
................................................................
§ 3º Os tratados e convenções internacionais sobre direitos humanos que forem aprovados, em cada Casa do Congresso Nacional, em dois turnos, por três quintos dos votos dos respectivos membros, serão equivalentes às emendas constitucionais.


* Houve uma alteração do texto da Constituição, porém sem modificá-la em sua totalidade.



Câmara aprova R$ 500 mi contra desastres no Norte e Nordeste
10 de outubro de 2011  23h39  atualizado às 23h47

comentários
 
O plenário da Câmara Federal aprovou, em votação simbólica nesta segunda-feira, projeto de lei de conversão (quando o texto é alterado pelo relator) do Senado para a Medida Provisória 537/11, que concede crédito extraordinário de R$ 500 milhões para custear ações de defesa civil dos ministérios da Defesa e da Integração Nacional nas regiões Norte e Nordeste. A matéria segue para sanção presidencial. As informações são da Agência Câmara.
A MP havia sido aprovada pela Câmara em setembro, com o texto original enviado pelo Executivo. A mudança sugerida pelo Senado remaneja R$ 50 milhões de atividades de Defesa Civil para obras de prevenção e preparação para desastres. Segundo o relator, deputado Laercio Oliveira (PR-SE), essa mudança contou com a anuência do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.
De acordo com o novo texto, em vez de R$ 380 milhões, o socorro às vítimas e a recuperação da infraestrutura de serviços públicos contarão com R$ 330 milhões. Já as obras de defesa civil, como contenção de encostas e drenagem subterrânea, passam a contar com R$ 120 milhões, em lugar dos R$ 70 milhões iniciais. As ações são de responsabilidade da pasta da Integração Nacional, cujo montante total permanece em R$ 450 milhões. Para o Ministério da Defesa não houve mudanças. Ele recebe R$ 50 milhões para gastos com as tropas mobilizadas nas ações de defesa civil nos Estados.

 * Nesse caso, a Medida Provisória foi decretada devido a necessidade e a urgência da mudança no valor dos recursos enviados ao Norte e Nordeste. Tal verba está sendo usada para custear as ações dos órgãos competentes pelos estragos causados pelas  chuvas torrenciais, ocorridas nessas regiões em 2011.


Fontes: http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI5404587-EI8139,00-Camara+aprova+R+mi+contra+desastres+no+Norte+e+Nordeste.html


http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/emendas/emc/emc45.htm

21 de out de 2011

Mulheres de Atenas

Mulheres de Atenas, de Chico Buarque com cenas do cotidiano das atenienses.




Grécia Antiga

Vídeos sobre a Grécia Antiga, abordando a Ilíada e a Odisseia de Homero, a criação da democracia em Atenas, a militarização de Esparta e as Olímpiadas de forma divertida.




16 de out de 2011

Charges sobre o Governo Collor








21 de set de 2011

Filmes sobre a ditadura militar



Pessoal do 9º ano, conforme o combinado coloquei uma enquete no blog com duas opções de filme para assistirmos. A votação vai até sábado ao meio-dia, ok?Abaixo segue as sinopses dos dois filmes para facilitar a escolha de vocês. Beijo da prof.

Zuzu Angel - CartazBrasil, anos 60. A ditadura militar faz o país mergulhar em um dos momentos mais negros de sua história. Alheia a tudo isto, Zuzu Angel (Patrícia Pillar), uma estilista de modas, fica cada vez mais famosa no Brasil e no exterior. O desfile da sua coleção em Nova York consolidou sua carreira, que estava em ascensão. Paralelamente seu filho, Stuart (Daniel de Oliveira), ingressa na luta armada, que combatia as arbitrariedades dos militares. Resumindo: as diferenças ideológicas entre mãe e filho eram profundas. Ela uma empresária, ele lutando pela revolução socialista e Sônia (Leandra Leal), sua mulher, partilha das mesmas idéias. Numa noite Zuzu recebe uma ligação, dizendo que "Paulo caiu", ou seja, Stuart tinha sido preso pelos militares. As forças armadas negam e Zuzu visita uma prisão militar e nada acha, mas viu que as celas estavam tão bem arrumadas que aquilo só podia ser um teatro de mau gosto, orquestrado pela ditadura. Pouco tempo depois ela recebe uma carta dizendo que Stuart foi torturado até a morte na aeronáutica. Então ela inicia uma batalha aparentemente simples: localizar o corpo do filho e enterrá-lo, mas os militares continuam fazendo seu patético teatro e até "inocentam" Stuart por falta de provas, apesar de já o terem executado. Zuzu vai se tornando uma figura cada vez mais incômoda para a ditadura e ela escreve que não descarta de forma nenhuma a chance de ser morta em um "acidente" ou "assalto".







O que é isso, companheiro?



Em 1964, um golpe militar derruba o governo democrático brasileiro e, após alguns anos de manifestações políticas, é promulgado em dezembro de 1968 o Ato Constitucional nº 5, que nada mais era que o golpe dentro do golpe, pois acabava com a liberdade de imprensa e os direitos civis. Neste período vários estudantes abraçam a luta armada, entrando na clandestinidade, e em 1969 militantes do MR-8 elaboram um plano para seqüestrar o embaixador dos Estados Unidos (Alan Arkin) para trocá-lo por prisioneiros políticos, que eram torturados nos porões da ditadura.

Ditadura Militar no Brasil

Slides para o 9º ano Lumen.


História da África

Como estudar História

Dicas para você ter um bom desempenho no estudo dessa disciplina fascinante.

15 de set de 2011

Os dias de exílio de Caetano Veloso



Em 1969 Caetano Veloso é preso pelo regime militar e parte para exílio político em Londres, onde lança Caetano Veloso (1971), disco triste com canções compostas em inglês e endereçadas aos que ficaram no Brasil.


LONDON, LONDON

I'm wandering round and round, nowhere to go
 I'm lonely in London, London is lovely so
I cross the streets without fear
Everybody keeps the way clear
I know I know no one here to say hello
I know they keep the way clear
I am lonely in London without fear
I'm wandering round and round, nowhere to go
While my eyes go looking for flying saucers in the sky (2x)
Oh Sunday, Monday, Autumn pass by me
And people hurry on so peacefully
A group approaches a policeman
He seems so pleased to please them
It's good at least, to live and I agree
He seems so pleased, at least
And it's so good to live in peace
And Sunday, Monday, years, and I agree

While my eyes go looking for flying saucers in the sky (2x)
I choose no face to look at, choose no way
I just happen to be here, and it's ok

Green grass, blue eyes, grey sky (2x)
God bless silent pain and happiness
I came around to say yes, and I say

While my eyes go looking for flying saucers in the sky.




LONDRES, LONDRES

Estou vagando, dando umas voltas, sem direção.
Estou solitário em Londres, Londres é amável assim.
Cruzo as ruas sem medos
Todo mundo deixa o caminho livre
Sei que não conheço ninguém aqui pra dizer olá
Sei que eles deixam o caminho livre
Estou solitário em Londres, sem medos.
Estou vagando, dando umas voltas, sem direção.
Enquanto meus olhos Saem procurando discos voadores pelos céus
Oh Domingo, segunda, Outono, passam por mim.
E as pessoas passam apressadas com tanta paz
Um grupo chega a um policial
Ele parece tão satisfeito em poder atendê-los
É bom pelo menos estar vivo e eu concordo...
Ele parece tão satisfeito, pelo menos.
E é tão bom viver em paz
E Domingo, segunda, os anos, e eu concordo...


Enquanto meus olhos saem procurando por discos voadores no céu
Não escolho nenhum rosto para olhar, não escolho caminho.
Acontece apenas de eu estar aqui e estar tudo bem


Grama verde, olhos azuis, céu cinza.
Deus abençoe a dor silenciosa e a felicidade
Eu vim para dizer sim e digo

Enquanto meus olhos Saem procurando por discos voadores no céu

21 de ago de 2011

Jingles Históricos


Jingles históricos de campanhas para presidente: Getúlio Vargas, JK, Lula (1989), Guilherme Afif Domingos (1989), Leonel Brizola (1989), FHC (1994), Sílvio Santos (1989) e Jânio Quadros.






Contracultura


Paz e amor, bichooo!!!! 

Influência da Revolução Cubana- Che Guevara


Blowin'in the wind- Bob Dylan

O que é contracultura?








20 de ago de 2011

Processo de mumificação

Veja como o corpo era mumificado no Egito Antigo.


24 de jun de 2011

Roteiro de Estudos- 9º ano Lumen

Aula 7- Segunda Guerra Mundial
- Entender porque o fascismo levou à guerra;
- Omissão das potências liberais diante da campanha militar fascista;
- Guerra Civil Espanhola: porque foi um "ensaio" para a Segunda Guerra Mundial?
- Pacto nazi-soviético de não-agressão;
- Desenrolar da Guerra: Ofensiva do Eixo, blitzkrieg, invasão da França, tentativa fracassada de invadir a Inglaterra, invasão da URSS ( fim do pacto nazi-soviético), ofensiva japonesa (ataque a Pearl Harbour);
Reação Aliada: Al Alamein, Stalingrado, Libertação da frança ( dia D), rendição da Alemanha, bombas atômicas no Japão selam sua rendição.


Aula 8- Um país em busca de mudanças


- Crise da Primeira República: fundação do Partido Comunista Brasileiro, tenentismo, Revolução de 1930 ( Getúlio Vargas no poder)


Aula 9- Era Vargas


- Entender quem apoiou a chegada de Getúlio ao poder com a Rev. de 1930.
- 1930: Revolução ou troca de elites no poder?
- Populismo: apoio a organizações populares, propaganda (DIP), leis trabalhistas.
- 1937: Plano Cohen --> Golpe do Estado Novo ( ditadura de Getúlio Vargas)
- Populismo e ditadura X cidadania e democracia;
Economia na Era Vargas: industrialização subsidiada pelo Estado;
- Semelhanças entre Getúlio e a doutrina fascista ( expliquei na sala, mas não tem na apostila)


BONS ESTUDOS!

20 de jun de 2011

17 de jun de 2011

Incas

Era Vargas

6 de jun de 2011

Incas



Especial Segunda Guerra Mundial

Acessem o link a seguir para acessar o especial de Veja Online sobre a Segunda Guerra Mundial. O site é interativo e mostra como funcionavam as blitzkrieg ( guerras-relâmpago). Bons estudos!

Especial Segunda Guerra Mundial

Acessem o link a seguir para acessar o especial de Veja Online sobre a Segunda Guerra Mundial. O site é interativo e mostra como funcionavam as blitzkrieg ( guerras relâmpagos). Bons estudos!

3 de jun de 2011

Dicas de sites

Selecionei alguns sites nacionais  e internacionais para você se informar sobre diversos assuntos. 

Museu Anne Frank
Nesse site você conhece a história da menina judia mais conhecida do mundo. Na página está disponível uma visita em 3D ao Anexo Secreto, esconderijo dos Frank.



Centro de Referência da História Republicana Brasileira
Site com dados e documentos da República Brasileira. Há a disponibilidade de pesquisa e acesso ao acervo de personalidades como Antônio Conselheiro, Benjamin Constant, Pereira Passos, entre outros.


Museu Imperial 
Conta com acervo digital do museu e de sua biblioteca.


Museu da Segunda Guerra Mundial


Museu Indígena


Machu Picchu






5 de mai de 2011

25 de abr de 2011

Absolutismo Francês: Luís XIV

Mais um vídeo sobre Absolutismo feito pelos alunos Marília, Letícia, Bruno, Gabriel, João Vítor e Celso. Este mostra o Absolutismo de Luís XIV, o Rei-sol francês. Muito bom!

24 de abr de 2011

Absolutismo inglês: Henrique VIIIº

Trabalho em vídeo sobre o Absolutismo inglês, feito pelos alunos: Luana, Bruna, Igor Renato, Beatriz e Vítor do 8º ano. Ficou ótimo!Assistam!

http://youtu.be/vYOPzWN6Gn4

23 de abr de 2011

Até quando? Gabriel, o pensador.

Uma música para você refletir sobre seu papel  político e social no Brasil.



Até Quando? Gabriel O Pensador
Não adianta olhar pro céu, com muita fé e pouca luta
Levanta aí que você tem muito protesto pra fazer e muita greve, você pode, você deve, pode crer
Não adianta olhar pro chão, virar a cara pra não ver
Se liga aí que te botaram numa cruz e só porque Jesus sofreu não quer dizer que você tenha que sofrer
Até quando você vai ficar usando rédea?
Rindo da própria tragédia?
Até quando você vai ficar usando rédea? (Pobre, rico, ou classe média).
Até quando você vai levar cascudo mudo?
Muda, muda essa postura
Até quando você vai ficando mudo?
Muda que o medo é um modo de fazer censura.

Até quando você vai levando?
(Porrada! Porrada!)
Até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai levando?
(Porrada! Porrada!)
Até quando vai ser saco de pancada?

Você tenta ser feliz, não vê que é deprimente, seu filho sem escola, seu velho tá sem dente
Cê tenta ser contente e não vê que é revoltante, você tá sem emprego e a sua filha tá gestante
Você se faz de surdo, não vê que é absurdo, você que é inocente foi preso em flagrante!
É tudo flagrante! É tudo flagrante!

Refrão

A polícia matou o estudante, falou que era bandido, chamou de traficante.
A justiça prendeu o pé-rapado, soltou o deputado... e absolveu os PMs de vigário!

Refrão

A polícia só existe pra manter você na lei, lei do silêncio, lei do mais fraco: ou aceita ser um saco de pancada ou vai pro saco.
A programação existe pra manter você na frente, na frente da TV, que é pra te entreter, que é pra você não ver que o programado é você.
Acordo, não tenho trabalho, procuro trabalho, quero trabalhar.
O cara me pede o diploma, não tenho diploma, não pude estudar.
E querem que eu seja educado, que eu ande arrumado, que eu saiba falar
Aquilo que o mundo me pede não é o que o mundo me dá.
Consigo um emprego, começa o emprego, me mato de tanto ralar.
Acordo bem cedo, não tenho sossego nem tempo pra raciocinar.
Não peço arrego, mas onde que eu chego se eu fico no mesmo lugar?
Brinquedo que o filho me pede, não tenho dinheiro pra dar.
Escola, esmola!
Favela, cadeia!
Sem terra, enterra!
Sem renda, se renda!
Não! Não!!

Refrão

Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente.
A gente muda o mundo na mudança da mente.
E quando a mente muda a gente anda pra frente.
E quando a gente manda ninguém manda na gente.
Na mudança de atitude não há mal que não se mude nem doença sem cura.
Na mudança de postura a gente fica mais seguro, na mudança do presente a gente molda o futuro!
Até quando você vai ficar levando porrada, até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai ficar de saco de pancada?
Até quando você vai levando?


http://www.vagalume.com.br/gabriel-pensador/ate-quando.html#ixzz1KUJ4Ns5C


1 de abr de 2011

Socialismo X Capitalismo

Publicação do melhor trabalho bimestral : " Socialismo ou capitalismo? Qual o melhor sistema para se viver?".
Além de debate oral, os alunos do 9 º ano 2011 apresentaram uma argumentação escrita, defendendo um dos sistemas de governo . Para tanto, tiveram que seguir alguns critérios, tendo como base um referencial teórico para a defesa de seus argumentos.O objetivo do trabalho é aprimorar o senso crítico, o poder de argumentação e estimular a consciência política e social.Nesse sentido, a aluna Lorena EL-Kadre foi a que mais se destacou. Leia o texto da Lorena:

" Há várias diferenças entre o capitalismo e o socialismo. O primeiro, muito mais disseminado no mundo, gera pobreza, desigualdade, ganância, e tudo em benefício de poucos. O segundo, na teoria, oferece uma vida boa e agradável a todos, dando-lhes oportunidades iguais. Definitivamente, se analisarmos a teoria, o socialismo é o melhor sistema econômico nos tempos de hoje.
O socialismo promete uma economia planejada e estável, onde os habitantes não seriam surpreendidos pelos imprevistos do mercado e haveria um controle sobre a produção e distribuição dos produtos. Todos teriam apenas o que precisam, assim não haveria pessoas com bens demais e pessoas com muito menos. Todos teriam casas de níveis iguais e ganhariam quase o mesmo. Não haveria analfabetismo e desemprego; todos estudariam e teriam um emprego, e não haveria propriedade peivada.
Na URSS, não se colocou em prática o socialismo da teoria de Marx. Os governantes passaram a explorar os trabalhadores e o governo do czar foi substituído por outro opressor. Melhores exemplos são Cuba, China e a Coreia do Norte, que se consideram socialistas.
Quem disser que o socialismo vai contra o progresso e desenvolvimento de uma nação terá de pensar duas vezes: A China, embora não tenha uma economia de caráter socialista e tenha adotado medidas capitalistas, tem progredido muito e crescido enormemente. A expectativa de vida é alta, as taxas de analfabetismo menores que 10% para pessoas com mais de 15 anos contra 2% para a juventude (15 a 24 anos).
Em suma, nenhum país atualmente colocou em prática o socialismo idealizado por Marx. Talvez o mundo realmente esteja em estado de tamanha dependência externa que seria impossível desfazer esses lados; talvez os países não se importem o suficiente com a população para adotar a política que mais favoreceria a ela, e não a  sua minoria egoísta. O caso é: o socialismo teórico, defendido nesse trabalho, está bastante longe de tornar-se real, embora seja a opção mais vantajosa para todos."
Lorena El-Kadre

27 de mar de 2011

Lampião - Literatura de Cordel


Lampião uma história inglória


Amigos tomem assento

Nessa roda de cordel

Que vou cantar um lamento
Um pouco de mel e fel.

Vou falar de um brasileiro

Em Vila Bela nascido

Que tornou-se cangaceiro
Arrojado e destemido.

Foi há cerca de cem anos

Na Fazenda Ingazeira

Isso salvo algum engano
Me avisem se é besteira.

Veio ao mundo um menino

De José e de Maria

Foi chamado Virgolino
Oito irmãos ele teria.

Era um menino comum

Tinha uma boa família

E assim como qualquer um
Foi seguindo a sua trilha.

Cedo parou de estudar.

Pra ajudar no sustento

Foi para o pasto aboiar,
Pra garantir o alimento.



Foram Antonio e Levino

Dois de seus oito manos

Que mudaram o destino
E criaram novos planos.

Envolveram-se em brigas

Por marcações de terrenos

E muitas outras intrigas
Outros conflitos pequenos.

Graças à antiga guerra

Que a todos envolvia

Pelas preciosas terras
Uma grande rixa havia.

Lampião foi envolvido

Por essa luta de classe

E enfim virou um bandido
Nesse terrível impasse.



Um seu José Saturnino

Com eles vivia às turras

E o pai de Virgolino
Morreu nessa guerra burra.

O delegado Batista,

Junto com um imediato

De forma meio alarmista
Foi lá desvendar um fato.

Mas sendo bem trapalhão

Matou o José Ferreira

Em desastrada ação
Fazendo grande besteira.

Pra resolver o dilema

O infeliz delegado

Criou um maior problema
Matando um pobre coitado.



Virgolino transtornado,

Resolveu buscar vingança

A ação do delegado
Acabou-se em matança.



Uma tropa existia

Sinhô era o comandante

E Virgolino iria
Entrar nela nesse instante.

Sinhô passa o comando

Para o amigo Lampião

Que vai liderar o bando
Com uma implacável mão.

Ele jamais se cansa

De procurar o conforto

E de buscar a vingança
Pelo seu pobre pai morto.

Mas também há ambição

E há sede de poder

Que guiam a sua mão
Transformando o seu ser.

Virou um temido bandido

Lá pras bandas do Nordeste

Vivia sempre escondido
Num sofrimento inconteste.

Em Juazeiro do Norte

Chamado por Padim Ciço

Pensou que mudaria a sorte
Com valoroso serviço.

Levou uma reprimenda

Pelo seu mau proceder

E teve por encomenda
No interior combater.

A Coluna Prestes era

Causa de muitos transtornos

Uma medonha quimera
No Nordeste e entorno.

Esse forte movimento

Político-militar

Era um grande tormento
Um mal a se extirpar.

Em troca receberia

Pela colaboração

Uma total anistia
E patente de Capitão.

E lá se foi Lampião

Embrenhar-se pelo mato

No cargo de Capitão
A fim de cumprir o trato.



Mas na verdade era falso,

Uma mentira fajuta.

A polícia foi no encalço
O que rendeu muita luta.

Paraíba, Ceará,

E também em Pernambuco

Unidos para caçar
Era coisa de maluco.

Para evitar o fracasso

Enquanto estava no prumo

O nosso Rei do Cangaço
Partiu para outro rumo.

Bandeou-se pra Bahia,

Sergipe e Alagoas.

Lá teve melhores dias
Aquela área era boa.



Por lá um dia ele vem

Conhecer Maria Bonita

Maria Déia Nenén
Numa paixão infinita.

Filha de um sapateiro

A morena enfeitiçou

O temido cangaceiro
E com ele se casou.

Mais tarde, Maria Bonita,

Com Lampião por parteiro

Deu à luz Expedita
Embaixo de um imbuzeiro.

Mas a vida era dura

E o destino sombrio.

No meio da mata escura
Era bomba sem pavio.



A criança foi deixada

Com um fiel guardião

E seguiu sua jornada
O bando de Lampião.

O Benjamin Abraão,

Com carta de Padim Ciço

Teve a autorização
Assumiu o compromisso

De filmar o acampamento

Para um documentário.

Mostrando alguns momentos
Numa vida de calvário.

E ele filmou a vida

Daquela sociedade.

Suas roupas, a comida
E toda a fraternidade.

Lampião em sua roda

Desenhava o figurino.

Ele ditava a moda
Criando modelos finos.



Os chapéus, as cartucheiras

Ornados de ouro e prata

Pra vida sem eira nem beira
Para andar pela mata.

Pra que andar bem vestido?

Parece até contra-senso.

Porém isso faz sentido
Quando a respeito eu penso.

Eles tinham sua arte

E regras de convivência

Em um mundinho à parte
Com sua própria ciência.

Lampião era uma lenda

Até uma madrugada

Quando estava na fazenda
De nome Angicos chamada.

Chegou, então, a volante

Eu um proceder perfeito.

Devagar e num instante
O estrago estava feito.

Tenente João Bezerra

E o sargento Aniceto

Naquele momento encerra
A busca do desafeto.

Cuspiam fogo as metralhas

Criando imenso horror.

Não se conhece o canalha
Que foi o seu traidor.

Uns poucos tiveram sorte

E escaparam com vida.

No meio de dor e mortes
Encontraram uma saída.

Lampião foi dos primeiros

A receber um balaço.

Era o fim do cangaceiro
E era o fim do cangaço.

Lampião é degolado

Num proceder bem covarde.

O corpo é esquartejado
Pra ser exemplo mais tarde.

Maria Bonita, ferida,

Também foi sacrificada.

Ela perdeu a vida
Naquela infame cilada.

Naquele inferno de Dante,

Numa sanha assassina

Os malditos da volante
O cangaço extermina.

As cabeças arrancadas

Do bando de Lampião

Correram o mundo mostradas
Numa vil exposição,

Agora, meu bom amigo,

Eu peço sua atenção

E que reflita comigo
Em delicada questão.

Lampião não era santo,

Ao menos pelo que sei

Mas convenha, no entanto,
Que pra isso existe a lei.

O proceder da volante

Foi coisa de carniceiro.

Atitude revoltante
Pior que a dos cangaceiros.



de Josafá Maia da Costa